sábado, 13 de abril de 2013

Intelectuais Notáveis mas Esquecidas

(notas para mais tarde escrever um texto)

Trotula de Ruggiero (de Salerno), sécs. XI-XII
Médica, tratadista; precursora da ginecologia.

Christine de Pizan, 1363-1430
Primeira mulher escritora profissional, anti-misógina.

Paula Vicente, 1519-1576
Humanista, música e dramaturga; escritora e tradutora.

Luísa Sigeia (Aloysia Sygaea Toletana), 1522-1560
Humanista e poliglota, dama latina.

Públia Hortênsia de Castro, 1548-1595
Humanista, intelectual e retórica.

Inácia Xavier, sécs. XVI-XVII
Médica e cirurgiã, filósofa e humanista.

Maria Sibylla Merian, 1647-1717
Naturalista e ilustradora científica.

Caroline Lucretia Herschel, 1750-1848
Astrónoma e matemática.

Leonor da Fonseca Pimentel, 1752-1799
Liberal e revolucionária.

Ada Lovelace, 1815-1852
Precursora da programação de computadores.

Domitila Hormizinda Miranda de Carvalho, 1871-1966
Médica, professora, escritora e deputada.

Cecilia Payne-Gaposchkin, 1900-1979
Astrónoma, descobridora da composição do Sol.

Rosalind Franklin, 1920-1958
Precursora da descoberta da estrutura do DNA.

2 comentários:

mc disse...

Olá Miguel, é interessante ires compilando estes nomes. Por coincidência estive a ler hoje uma entrevista sobre as mulheres na arquitectura. Nesse texto é apresentada uma discusão entre Denise Scott Brown (mais conhecida por ser a mulher do arquitecto do que pelo seu trabalho notável como arquitecta) e Robert Venturi (o homem da arquitecta). Ele crê que as mulheres não tiveram um papel activo na arquitectura porque simplesmente não participavam nesse domínio. Ela afirma que não é possível afirmar isso porque mesmo se existisse uma intervenção por parte das mulheres essa não era reconhecida.

Miguel Pires Prôa disse...

Olá mc,

Não posso concordar com esse senhor arquitecto, até porque o que sei de História o impede. Por exemplo, há imensos relatos de freiras que construíram elas mesmas os próprios conventos, e deve ter havido muitas mulheres de poder que não se contentavam com deixar aos homens o desenho dos seus palácios. Aliás ainda há pouco tempo deparei com isto no YouTube:

http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=TZ9iDoQNGWE&NR=1

(Vê aos 1:40) Claro que o que diz o prof. José Hermano Saraiva tem de ser tomado com uma pitada de sal, mas não me custa nada acreditar neste caso. Portanto, com certeza que as mulheres tiveram o seu papel na História da Arquitectura, e é só preciso uma dose de investigação para o provar. Eu fico fascinado cada vez que descubro que um evento histórico ou um ideia qualquer afinal não só não aconteceu como a historiografia oficial conta, como teve uma mulher como personagem principal. Trótula de Salerno e Ada Lovelace foram grandes surpresas, e na minha área Rosalind Franklin. Então vou postando aqui no moribundo blog, como se fosse um bloco de notas, mas assim sempre divulgo mìnimamente.